Tipos de Cancro do pulmão

Há vários tipos diferentes de cancro do pulmão. Os dois mais comuns são:

  • Cancrodopulmão de não-pequenas células(CPNPC) que é o tipo mais comum (cerca de 75% dos casos)
  • Cancro do pulmão de pequenas células (CPPC)

Cada tipo responde de uma forma distinta a diferentes tratamentos, sendo que a melhor abordagem de tratamento dependerá do tipo de cancro.

 

Cancrodopulmão de não-pequenas células

 

Dependendo do tipo de célula anormal, há diferentes tipos de  cancro do pulmão de não pequenas células:

 

  •     Adenocarcinoma – é mais comum em mulheres, especialmente fumadoras, e tem uma tendência a produzir formações de muco/escarro nas vias aéreas menores.
  •     Carcinoma de células escamosas (também conhecido como carcinoma epidermóide) – ocorre com mais frequência em homens e em idosos de ambos os sexos, mas é raro em não fumadores. Ele aparece como um crescimento irregular de células em formato de pérola, com uma textura firme e é mais comum nas vias aéreas centrais maiores do que na parte externa do pulmão. Ele pode crescer o suficiente para bloquear a passagem de ar numa parte do pulmão, causando um colapso. Este é o tipo que mais se remove por cirurgia.

 

  • Cancro pulmão de pequenas células

 

  • É causado por pequenas células circulares que formam inchações carnudas, geralmente nas vias aéreas maiores, e é muito raro em não fumadores. Este tipo divide-se e cresce muito rapidamente e, frequentemente, quando diagnosticado, já se disseminou para os gânglios linfáticos e/ou outros órgãos.
  •  
  • Sabe-se que responde melhor à quimioterapia e à radioterapia do que os cancros do pulmão de não-pequenas células , podendo haver reincidência. Após a conclusão do tratamento, ter-se-á que realizar exames regulares para garantir que qualquer reincidência seja rapidamente detetada.

 

  • Outros tipos de cancro do pulmão

 

  •     Mesotelioma – é intimamente associado a um histórico de exposição ao amianto, o que ocorre no trabalho em algumas infdustrias. Em geral, afeta homens idosos e pode levar de 35 a 40 anos para se desenvolver, a partir da primeira exposição. Este tipo de célula cancerosa é geralmente encontrado na pleura e produz um fluido que pode requerer drenagem regular para melhorar a respiração.
  •     Tumor carcinóide – é uma doença pulmonar rara e benigna (1 a 2% de todos os cancros do pulmão). Este crescimento afeta os órgãos e as glândulas que produzem muitos dos hormônios (neuroendócrino) como, por exemplo, a glândula tireoide. É mais comum nos grupo mais jovens e a maioria dos pacientes não apresenta sintomas no diagnóstico. No entanto, quando ocorrem, podem incluir rubores, diarreia, problemas cardíacos e dificuldades na respiração. Em geral, é curado com cirurgia, mas a radioterapia e a quimioterapia podem ser empregadas para controlar os sintomas.

 

O diagnóstico e o tratamento do cancro do pulmão podem ser complicados. Para obter informações específicas relativa às práticas no seu país, clique no respetivo link.

 

Estadiamento

 

Para determinar o tratamento mais adequado, são definidos ”estádios” para os cancros, o que significa classificar a gravidade da doença:.

 

O cancro de pequenas células é classificado como ‘limitado’ (cancro detetado somente  num dos pulmões e nos gânglios linfáticos no mesmo lado) ou ‘extenso’ (cancro disseminado, seja no tórax ou num outro local do corpo).

 

Os estádios do cancrodopulmão de não-pequenas célulassão os seguintes:

 

  • Estadio I: o cancro está presente somente numa parte do pulmão
  •  Estadio II: a doença disseminou-se para os gânglios linfáticos ou tecidos próximos, por exemplo, para a parede torácica
  • Estadio III: o cancro disseminou-se de forma mais extensa dentro do tórax e, em geral, para os gânglios linfáticos maiores
  • Estadio IV: o cancro disseminou-se para outras partes do corpo, por exemplo, para o fígado ou ossos